Quinta de la Quietud

 

A bodega Quinta de la Quietud esta situada na denominação de origem de Toro na Espanha, esta região se caracteriza por um clima continental e extremo com influencias atlânticas de caráter árido. Precipitações anuais de 350 a 400 mm e com grandes diferenças de temperaturas que variam desde -13° C à 40° C. O vinhedo está situado ao Sul do rio Douro e a uma altitude de 700 metros acima do nível do mar.

O vinhedo de 22 hectares tem uma idade media de 18 anos, porem possui um pequeno lote de vinhedos com mais de 80 anos. A colheita é feita manualmente em caixas de 20 quilos. A pequena bodega é, moderna e funcional, preparada para elaborar os seus vinhos por gravidade, podendo chegar a uma produção máxima de 100 mil garrafas por ano.

 

 Clique Para ampliar

Corral de Campanas

   
6 Meses 50% Americano 50% Frances
Elaborado pela moderna e funcional Bodega Quinta de La Quietud, este que é o segundo vinho da vinícola possui coloração rubi profundo com leves tons violáceos que declaram sua juventude, aromas potentes e intensos que lembram frutos negros, como o cassis e a amora. Na boca se mostra potente porem equilibrado, concentrado e gordo, mostrando bem a expressão da região de Toro e suas frutas. De final marcante e persistente e toques finais com notas de carvalho e tostados que justificam seus 6 meses de estagio em barris de carvalho. Graduação alcoólica: 14,5%  
Tinta de Toro (Tempranillo); Vinhedos: +10 Anos
 
16° - 18° C
 
Carnes Vermelhas e Brancas Assadas ou Grelhadas, Queijos moles e Semi-Curados
 
91 pts - Robert Parker
89 pts - Guia Peñin
 Clique Para ampliar

Quinta Quietud

    18 meses, 70% Americano e 20% Frances
Este vinho realmente conquista o paladar. Elaborado pela bodega que trabalha como os grandes “Chateus” franceses, elaboram apenas dois vinhos tintos, este sendo o primeiro vinho da bodega, é elaborado somente com Tinta de Toro (Tempranillo) colhidas manualmente e com baixíssimos rendimentos. Possui coloração cereja viva e intensa, e com aromas muito potente, toques de chocolate com fundos minerais. N boca muito harmonioso e de taninos macios porem poderosos e marcantes. Toques de baunilhas, ameixas e chocolate com elegante tostado e notas balsâmicas. De final consistente e longo. Um vinho que melhora muito se decantado por uns 30 minutos, possui um longo potencial de guarda podendo ser consumido agora ou em 2018. Graduação alcoólica: 15%   Tinta de Toro (Tempranillo); Vinhedos de 30 a 80 Anos
  16° - 18° C
  Carnes Vermelhas Bem Condimenta das, Assados e Queijos Duros
 
92+ pts - Robert Parker
94 pts - Guia Peñin
 Clique Para ampliar

La Mula

    20 meses 100% Francês
Elaborado a partir de vinhedos com mais de 100 anos, e lantações em ‘vaso’. Este tipo de plantação somente é usados em vinhedos velhos da Europa. O vinhedo centário de apenas 1 hectare cede nome ao vinho, são menos de mil plantas com rendimentos de mil quilos por hectare, ou seja, cerca de 1kg por planta. A poda verde é feita de forma a restar apenas um ou dois cachos por planta. Sua produção anual não ultrapassa 800 garrafas, para o Brasil são destinadas 90 garrafas por ano deste fabuloso néctar. Uma verdadeira explosão de aromas e sabores. É um vinho potente porém aos poucos La Mula vai se mostrando, equilibrado, com taninos sedosos e elegantes com um final longo e frutado. Seu potencial de guarda pode chegar a mais de 20 anos.   Tinta de Toro (Tempranillo)
  16° - 18° C
  Carnes vermelhas bem condimentadas, caça, assados e grelhados, queijos curados e potentes
 
91 pts - Guia Peñin
 Clique Para ampliar

La Dulce de la Quietud

    14 meses 100% Francês
Após colhidas, as uvas são colocadas sobre esteira de palha ao abrigo da luz para secar durante 2 meses. Logo após são pressionadas do qual é extraído um caldo muito concentrado, que vão diretamente para barricas de carvalho francês.Ssua fermentação em barrica é espontânea e longa durando cerca de 6 meses. Depois de pronto ainda estagiam por mais de 14 meses em barricas novas de carvalho francês. Possui coloração amarelo ouro e no nariz aromas que vão desde frutas cítricas a compotas de frutas brancas e toques florais. Um vinho que pode ser usado tanto para sobremesas como para entradas como queijo de mofo azul ou foie gras. Certamente este vinho irá surpreender aos paladares mais exigentes. Graduação alcoólica: 12%   Albillo, Malvasia, Moscatel Palomino e Verdejo
  14° a 16° C
  Entradas: Gorgonzola, Roquefort, Brie coberto com geléias, foiegras e seus derivados Sobremesas: Todos os tipo
  93 pts - Guia Peñin `06

www.quintaquietud.com

 

 

VOLTAR